• Home
  • Blog
  • Dicas

Blog

10 dicas para melhorar seu consumo de ar no mergulho

Como melhorar o consumo de ar no mergulho

Melhorar o nível de consumo de ar no mergulho é uma busca incansável de todo praticante desta atividade!

É normal, no início, o mergulhador não se atentar ao seu próprio corpo, pois está muito preocupado em se adaptar ao novo meio em que foi inserido – o fundo do mar.

Por isso, siga algumas dicas que melhorarão o seu consumo de ar e fará seu mergulho durar muito mais!

01 – Condicionamento físico

Condicionamento físico

Um ótimo condicionamento físico beneficia todo o corpo, mas especificamente sobre os mergulhadores, agirá principalmente na respiração.

Quando você não tem um bom preparo físico, rapidamente se sente cansado e fica ofegante, fazendo você consumir muito ar.

Um mergulhador menos ofegante, mantém os batimentos cardíacos menos acelerados, uma respiração controlada, num ritmo lento e profundo, o que implica diretamente na economia de oxigênio.

02 – Controle sua respiração

Controle sua respiração

Se combinado com a prática regular de atividades físicas, dominar a respiração correta durante seu mergulho fará o consumo diminuir muito!

Uma das formas de conseguir isso é fazendo uma inspiração do ar por cerca de 3 segundos, sem que o pulmão fique completamente cheio, seguido de uma lenta expiração, de pelo menos 8 segundos.

Pratique esse exercício regularmente!

03 – Mergulhe calmamente

Mergulhe calmamente

Mergulhar é uma atividade prazerosa e relaxante, não há necessidade de fazer somente movimentos rápidos. É preciso se sentir parte do meio aquático e não ficar “brigando” com ele.

Bata suas nadadeiras devagar, buscando uma ótima flutuabilidade e evitando esforços desnecessários!

Caso haja a necessidade de realizar movimentos mais rápidos, intercale com outros movimentos mais suaves, prevenindo o desperdício de oxigênio.

04 – Não use as mãos

Não use as mãos

Utilizar suas nadadeiras é muito mais eficiente!

Deve-se evitar o uso das mãos, visto que o consumo excessivo de energia e oxigênio não resultam em muitos metros percorridos.

Suas mãos são úteis apenas em momentos que haja a necessidade de vencer alguma correnteza, ou situações semelhantes.

05 – Tenha seu próprio equipamento

Não use as mãos

É fundamental mergulhar com equipamentos de qualidade!

Alugar equipamentos de mergulho é brincar de roleta-russa, muitas vezes são eles os responsáveis por comprometer o desempenho ao longo da prática.

Pode ser que você fique desconfortável, desequilibrado ou até mesmo nade em uma posição incorreta, tudo isso por não utilizar equipamento próprio.

Saiba mais em: Começou a mergulhar e quer saber como comprar seu equipamento de mergulho?

06 – Regule seu regulador

Regule seu regulador

Mantenha sempre seu regulador em perfeito estado!

Além de ser necessário utilizar um equipamento de boa qualidade, é recomendável fazer manutenção preventiva.

As manutenções precisam ser de forma rotineira, caso mergulhe frequentemente, ou pelo menos uma vez por ano, se praticar a atividade de forma esporádica.

Caso seu regulador tenha ficado inativo por um longo período de tempo, faça o ajuste para que você respire o mais fácil possível, diminuindo sua carga de trabalho e melhorando seus níveis de consumo.

07 – Evite lastro em excesso

Evite lastro em excesso

Carregar excesso de peso durante os mergulhos é sinônimo de maior gasto de oxigênio.

Além de exigir mais esforço físico em alguns momentos, será necessário encher muito mais o seu colete para conseguir estabilidade.

Pela tensão inicial do mergulho, a maioria dos iniciantes tende a inspirar excessivamente, dificultando sua imersão. Isso leva o mergulhador à falsa impressão de que precisa usar mais lastro do que o necessário.

Uma forma de ajudar na descida é inspirar um pouco menos do que o normal, mantendo os pulmões mais vazios. Dessa forma eles não influenciarão sua flutuabilidade.

08 – Escolha a roupa adequada

Escolha a roupa adequada

Lembre-se que embaixo d’água perdemos calor até 20 vezes mais rápido que em terra firme.

E perder calor resulta em um grande gasto energético, pois seu organismo busca manter seu corpo aquecido. Refletindo diretamente no maior consumo de ar no mergulho.

A roupa de mergulho não deve ficar larga no corpo do mergulhador, e sua espessura deve ser correta para a temperatura da água em que será realizada a atividade.

09 – Hidrodinâmica

Hidrodinâmica

Revise sua configuração de equipamentos pra não deixar nada solto e verifique sua hidrodinâmica!

Um ótimo passo para começar neste assunto é optar por equipamentos do tamanho correto e evitar o excesso de lastro.

Assim você nadará o mais paralelo ao fundo do mar, reduzindo o arrasto e mergulho de maneira mais confortável.

10 – Treine bastante

Treine bastante

Somente através da prática é possível melhorar seu consumo de ar no mergulho! Desta forma, se mantenha ativo no mergulho.

Quanto mais você mergulha, mais confortável será a experiência, e mais eficiência será a sua respiração.

Uma ótima maneira de se manter mergulhando é optar pelos curso de educação contínua. Através de um curso de especialização você aumenta seu conhecimento e melhora seu desempenho ao lado de um instrutor.

Na Especialização em Máxima Performance em Flutuabilidade você aprenderá a deslizar sem esforço, usar menos ar e variar sua profundidade quase como se fosse pelo pensamento.

Ao mesmo tempo em que melhora seu desempenho, conforto, segurança e prazer, diminui seu consumo de ar no mergulho!

ESPECIALIZAÇÃO EM FLUTUABILIDADE EM 1 DIA

Melhore seu controle de flutuabilidade
e se sinta mais confortável embaixo d’água!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.