Como manter a calma e evitar o pânico durante o mergulho

Apesar do mergulho encantar muitas pessoas, a maioria delas já sentiu algum receio em experimentar a atividade. Por falta de informação, adquire como verdade alguns mitos e inverdades, levando ao pânico durante o mergulho.

Quer saber como adquirir confiança e manter a calma em seu mergulho?

Leia este artigo até o final!

PREVENIR OS GATILHOS

Prevenir os gatilhos

Existem muitos fatores de estresse no mergulho que podem levar ao pânico. Compreendendo os indícios e tomando medidas para evitá-los ou torná-los mais suaves, os mergulhadores podem reduzir bastante o risco.

Na grande maioria dos casos, os mergulhadores entram em pânico quando se deparam com uma situação que está além de sua experiência ou nível de treinamento, ou por pura falta de atenção.

Os três indícios de estresse mais comuns são: o tempo, o gás e a distância.

Funcionam de forma semelhante ao efeito dominó. Algo dá errado, e se não for controlado, você começa a ter um percepção limitada do que está acontecendo, assim, o próximo dominó cai e logo em seguida o próximo. Se você não interromper esse estresse, todas as peças do dominó cairão!

Podemos citar alguns fatores que podem desencadear o pânico:

  • Correnteza
  • Visibilidade
  • Vida marinha
  • Falha em purgar o segundo estágio de água e inalá-la
  • Perda de direção devido à visibilidade reduzida
  • Se perder ou se separar do seu dupla

É fundamental que os mergulhadores aperfeiçoem suas habilidades de flutuação e garantam que não estejam acima do peso. Assim, as situações adversas ficam muito mais fáceis de lidar!

É bem improvável que você não consiga administrar um cenário perigoso se tiver boa flutuabilidade, consciência situacional e plena compreensão de suas habilidades e limites.

USE SUA CABEÇA

Use sua cabeça

Em relação ao pânico, um dos princípios mais básicos do curso de mergulho torna-se fundamental: Pare, respire, pense, aja!

O senso comum e a razão não podem, de forma alguma, ser superados pela emoção!

Busque uma mentalidade orientada à soluções, onde você possa dar um passo de cada vez rumo à resposta para a situação.

LEIA OS SINAIS

Leia os sinais

O estresse, normalmente, deixa transparecer alguns sinais visuais comuns que podem ser facilmente observados por outros mergulhadores.

Preste atenção em como seu dupla se comporta durante um mergulho rotineiro, dessa forma você perceberá quando a flutuação, o trim ou a frequência respiratória dele apresentarem alguma anormalidade.

Os olhos são a principal pista de que o pânico é iminente! Olhos arregalados e que mesmo assim não parecem enxergam, seguidos pela incapacidade ou recusa em realizar a tarefa mais simples, são fortes indicadores de que um mergulhador está em pânico.

CONTROLE A SITUAÇÃO

Controle a situação

Para ajudar um mergulhador em pânico, é fundamental que outros mergulhadores resistam à vontade de nadar rapidamente. Um protocolo de proteção simples pode prevenir danos ao mergulhador, bem como ao possível salvador.

Geralmente, mergulhadores em pânico utilizam bastante as mãos para se agarrar a algo ou a você. Sua adrenalina elevada somada à ansiedade, resultará em uma força sobre-humana, complicando a situação de resgate.

É recomendado praticar uma estratégia que ofereça proteção tanto para o mergulhador em pânico, quanto o mergulhador que oferecerá resgate.

Estenda sua mão esquerda e agarre o braço direito dele no bíceps, logo, a mão esquerda da vítima não poderá se aproximar e chegar até você se o seu braço estiver completamente estendido quando você for oferecer o regulador com sua outra mão.

Um toque tranquilizador pode proporcionar muito conforto a um mergulhador em pânico, mas certifique-se de que você ainda é capaz de protegê-lo com firmeza, se necessário for.

Agora que você já está bastante seguro de si, que tal mergulhar no Caribe Brasileiro?

Maceió conta com os melhores pontos de mergulho do país! São mais de 100, dá para acreditar?

E além da água em temperatura muito agradável, a sua visibilidade é praticamente perfeita. É possível ver as espécies a apenas 5 metros de profundidade!

Você não sabe nadar? Não se preocupe, ainda é possível praticar a atividade. Basta estar acompanhado de um instrutor especializado.

E aí, ficou interessado? Você não vai se arrepender!

Mergulhe em Maceió

Veja as opções de mergulho em Maceió que separamos para você!

Deixe seu comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de